Alfa e GQ Brasil

Recentemente o Brasil recebeu duas revistas destinadas ao público masculino.

Primeiro veio a Alfa, da Abril, eu como leitor de revistas que sou, fui lá e comprei. Posso dizer que é bacana, mas não é minha cara. Talvez para um homem mais velho e que precise usar terno todo dia, ainda não entendo porque a maioria dos editoriais sempre tem uma sessão destinada aos ternos. Nada tira o mérito deles, porém moda masculina é superior a isso. Já diz Caio Caprioli no seu Sem Paletó

Cara, é claro que tem umas matérias bacanas, mas por ser da Abril me sinto lendo uma mistura de Veja com Men’s Health com VIP. É uma mistura bem feita, confesso, mas ainda não me atraiu. Acredito ser pelo fato do target deles ser acima dos 30 anos e eu só ter 20.

Mês passado, ou melhor, em Abril de 2011, lança por aqui a GQ Brasil revista conhecida mundo afora que ainda não tinha sua versão brasilis e, para mim, foi uma ótima surpresa que a joint venture entre Globo | Conde Nast preparou para nós. A primeira capa – já está na sua segunda – foi com a modelo Alessandra Ambrósio, ela linda em fotos de estúdio vestindo bíquinis, até aí tudo normal e mesmo com a beleza da moça, o que mais encantou foi a entrevista que ela deu. Assim sem estresse falando o que tem que falar, tira-se o esteriótipo da modelo burra e coloca uma mulher bela e com algo na cabeça. Isso é válido.

Ainda sobre a primeira capa (foto abaixo), temos uma matéria sobre como seria um possível próximo Poderoso Chefão, Will.I.Am posando de modelo e falando sobre o estilo do Brasil, entrevista com Niemeyer e Luana Piovani, uma sessão específica para os enternados serem mais descontraídos e várias colunas sobre diversos temas escritos por pessoas bem distintas entre si.

O target deles são para homens elegantes já formados e com uma posição sócio-ecônomica bem estabilizada, procuro sempre caminhar para esse lado, apesar de faltar bastante, ao menos me intero sobre os assuntos. Ainda não posso comprar as roupas dos editoriais, mas adapto ao meu bolso e meu estilo, o que é mais essencial que um guarda-roupa completo de Boss, Burberry e Gant sem saber como harmonizar uma peça a outra.

A que eu prefiro? Sem dúvidas a GQ, é mais completa e sem umas chatisses que a Alfa traz consigo. Okay, eu sei que a GQ Brasil é sobre lifestyle masculino e a Alfa sobre atualidade e o melhor seria ler as duas. Como o tempo é escasso e leitura de revista para mim é, por enquanto, para prazer, indico a GQ Brasil e boa sorte.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Sugestões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s